Nova visão


Bem, como ter uma nova visão, encontrar seu lugar no mundo? Novos rumos, sonhos e aspirações.

Deus não nos esquece, mesmo que estejamos em uma caverna cheia de pessoas angustiadas e depressivas (1SM 22:1), neste momento se tivermos uma boa base, podemos transformar pessoas em líderes e vencedoras.

Uma das verdades mais elementares do Evangelho, ensinado por Jesus, mas nem sempre compreendida pelos filhos de Deus, que diz que o Reino dos céus está dentro de vós (nós). (Lucas 17:20-21). Muitos vivem uma vida de abnegação, podendo ter uma vida de acordo com a vontade de Deus, próspera e  liderando, mas por uma visão míope, fazem votos de nada possuir. Será que realmente é o que Deus quer dos seus?

Em verdade podemos viver os projetos de Deus, sem passar necessidades financeiras, espirituais e familiares. No caso do financeiro, está escrito: "Já fui jovem e agora sou velho, mas nunca vi o justo desamparado, nem seu filho mendigando o pão" Salmos  37:25.

O momento é de oportunidade (crise), que tenhamos a visão de Deus para enxergamos novas maneiras de fazer melhor ou criarmos soluções de negócios.

Julgar sem conhecer...


 
"servo de Jesus Cristo, chamado para ser Cristão, separado para o evangelho de Deus", vos saúda.

Bem, quando nós julgamos as pessoas devemos nos lembrar do que está escrito em Mt 7:1 “Não julgueis, para que não sejais julgados”, ou então  Rm 02:01-03 "Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo. 2 E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem. 3 E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?".

Começo com estes textos; seriam suficientes para abafar as línguas que se opõem a Verdade? Na verdade, não sabemos, mas de uma coisa sabemos, devemos ter uma conduta reta e justa, porque quem nos justifica é a Palavra de Deus.

Há muitos doutos no mundo, mas sem sabedoria alguma, seguidamente, escuto falar que "crente" é tudo um "bando de gente  ignorante e que não sabe entender as pessoas", mas certa vez fui a um culto onde o pregador tinha tantos títulos que a pessoa ficou dois minutos citando, ao final o homem simplemente disse: "bastaria dizer: servo do Deus Altíssimo", dando um grande exemplo de humildade, apesar de toda a formação acadêmica foi humilde, mas por alguns taxado como alguém sem cultura, mesmo não o conhecendo.


Outrora não conseguia entender como alguns "crentes" eram tão legais, e outros eram sisudos ao ponto de nem olhar para o próximo na rua, ficava mais evidente os estereótipos negativos, assim como dizer que: "todo político é ladrão", "brasileiro só quer levar vantagem”, apenas para citar exemplos.

O problema é que estão julgando um povo sem conhecer, sem permitir que sejam conhecidos aqueles que fazem o bem. Há inúmeros grupos religiosos, cito para ilustrar católicos, que prestam um excelente serviço, pois há famílias inteiras que se reúnem em dias considerados santos para rezarem, sem contar os trabalhos assistenciais onde eles estão inseridos, como grupos de AA, NA e outros nas paróquias. Dentre eles há pessoas sinceras buscando a Deus, próximos da Verdade, mas muitos os julgam dizendo: "eles fazem tantas coisas erradas", mas em contrapartida esquecem o que eles estão fazendo certo.


Voltando a fé que professo, como protestante, vislumbro que ficam salientando sempre a questão dos dízimos e ofertas, pois algumas pessoas utilizando de sutilezas fazem outras ofertarem para Obra, mesmo que isso interfira no sustento da família. Doam para instituições, esquecendo que muitos deixam seus pais desamparados, filhos, irmãos e fazem tudo para a "obra". Que obra é essa? Deus deixou bem claro nas escrituras, mas quem não lê a Bíblia, é presa fácil dos aproveitadores, apesar de serem sinceras, esquecem que o principal é obedecer a Palavra de Deus.
 Mas e a parte boa, daqueles que dão seu dizimo, ofertam e ainda são uma benção com seus familiares, ajudando em todas suas necessidades, estes são esquecidos, relegados a um terceiro plano. Não dão mídia, não vendem jornal, não os tornam populares. Estas pessoas pareceriam sem cultura, se divulgassem as boas obras que muitos irmãos e irmãs então inseridos, então preferem o caminho que dá mais audiência, que é a difamação de pessoas e instituições.

Se não cuidarmos dos nossos, somos piores que os incrédulos.

Que possamos buscar os perdidos, recuperar os drogados, mesmo não agradando a todos, possamos continuar de cabeça erguida, pela integridade e também pela  fé que professamos.

Voltem os olhos para o alto, peçam discernimento, Deus dá sabedoria a todos que crêem e buscam com fé, em nada duvidando.


Graça e Paz!

A Tua Palavra alimenta ou nos alimente






Hoje mandaram largar a rede...

Mas neste momento senti sede...

Como posso pensar em pescar...

Neste rio que insiste em secar...

As águas outrora profundas...

Ficaram mais parecendo pequenas piscinas juntas...

Mesmo trabalhando toda madrugada...

Nossas redes não pegaram nada...

Mas ouvindo a voz de um estranho na praia, de duna estreita...

Jogamos a rede na nossa direita...

Surpreendentemente pescamos cento e cinquenta e três peixes enormes...

Minhas vistas deixaram de ser disformes...

Consegui enxergar com tremor...

Que quem deu a Palavra foi nosso Senhor.

Baseada no Livro: "Aconteceu que, ao apertá-lo a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré; e viu dois barcos junto à praia do lago; mas os pescadores, havendo desembarcado, lavavam as redes. Entrando em um dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da praia; e, assentando-se, ensinava do barco as multidões. Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar. Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sob a tua palavra lançarei as redes. Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes. Então, fizeram sinais aos companheiros do outro barco, para que fossem ajudá-los. E foram e encheram ambos os barcos, a ponto de quase irem a pique... Disse Jesus a Simão: Não temas; doravante serás pescador de homens" (Lucas 5.1-7 e 10).

"Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Dizem-lhe eles: Também nós vamos contigo. Foram, e subiram logo para o barco, e naquela noite nada apanharam.
E, sendo já manhã, Jesus se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus.Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.E ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes."  (João 21 3-6)
João 21:6
João 21:5

Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.

E ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes.
João 21:4-6
praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus.

Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.

E ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes.
João 21:3-6
r. Dizem-lhe eles: Também nós vamos contigo. Foram, e subiram logo para o barco, e naquela noite nada apanharam.

E, sendo já manhã, Jesus se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus.

Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.

E ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes.
João 21:3-6